Aécio teria utilizado celulares de laranjas em ligações sigilosas

A Polícia Federal (PF) encontrou indícios de que o senador Aécio Neves (PSBD-MG) usava dois celulares com linhas telefônicas que seriam registradas em nomes de laranjas para fazer ligações sigilosas. As informações são do G1, com base em um relatório feito pela PF após análise de objetos e documentos apreendidos no apartamento do tucano no Rio de Janeiro no dia 18 de maio.

Conforme a reportagem, a perícia da PF informou que eram aparelhos celulares simples encontrados pelo agentes na sala de TV e no closet do apartamento localizado no bairro Ipanema.
A defesa do senador alegou que não teve acesso ao documento e, portanto, só poderá falar após consultar o próprio Aécio.

Entre as dezenas de itens recolhidos pelos policiais no imóvel, estavam um celular Nokia e outro LG. Para identificar quem eram os proprietários das duas linhas móveis disponíveis nos celulares encontrados na casa de Aécio, a Polícia Federal teve que solicitar os dados às operadoras de telefonia TIM e Vivo. As empresas, então, informaram que os telefones pré-pagos estavam registrados em nome de duas pessoas diferentes, sendo Laércio de Oliveira, agricultor que trabalha no cultivo de café em fazendas do interior de Minas e Mitil Ilchaer Silva Durao, montador de andaimes com endereço registrado no Espírito Santo.

Ainda segundo informações do G1, a perícia ressaltou que Laércio de Oliveira “é uma pessoa simples, agricultor de café que, em tese, não pertence ao convívio social” de Aécio, sugerindo que, por esse motivo, os dados pessoais do agricultor podem “ter sido usados para habilitação da linha sem o seu consentimento”.

Fonte: O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *