Analista político fala sobre as eleições 2018 no Brasil e destaca nomes perigosos de pré-candidatos à presidência da república

As eleições 2018 no Brasil vão acontecer em outubro e o registro oficial dos candidatos acontece somente em agosto. Mas, a movimentação de políticos e partidos já é forte em torno de nomes para disputar a sucessão do presidente Michel Temer.

Além dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Collor de Melo e o deputado federal Jair Bolsonaro, pelo menos 13 políticos já formam uma lista de pré-candidatos declarados à Presidência da República.

Além deles, há casos de políticos que se colocaram à disposição dos partidos, mas ainda não viraram pré-candidatos.

O analista político, Luiz Viana David faz uma avaliação das eleições e destaca nomes perigosos que já se colocaram à disposição de seus partidos como pré-candidatos a presidência da república.

O analista político, Luiz Viana David destaca a necessidade e a importância de uma mudança radical na Câmara dos Deputados em Brasília e também nas Assembléias Legislativas.

O senador e ex-presidente Fernando Collor (AL) lançou-se à Presidência da República pelo PTC, seu partido. Junta-se, assim, ao rol de pré-candidatos que já reúne Lula, Bolsonaro, Alckmin, Ciro, Marina, Rodrigo Maia, Manuela D’Ávila e João Amoêdo.

E ontem, dia 24 de janeiro, o ex-presidente Lula foi condenado em segunda instância pela Justiça, mas mesmo com a condenação, o político ainda pode recorrer da sentença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *