Brasil pode ser um dos países mais prejudicados com medida do presidente dos Estados Unidos

Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que vai impor um tributo de importação de cerca de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio, vindo de outros países.

A justificativa do presidente norte-americano é que a ação vai proteger a indústria siderúrgica dos Estados Unidos, que, segundo ele, convive com uma concorrência injusta.

De acordo com o economista Eduardo Leite, o presidente Donald Trump, desde sua campanha eleitoral, já havia manifestado o desejo de alavancar a economia do país.

Eduardo Leite ressalta que após ser eleito o presidente, apenas está cumprindo parte do que ele disse em sua campanha, mas o Brasil pode ser muito prejudicado com essa medida.

Mesmo com essa medida, Eduardo Leite explica que os exportadores, assim como Brasil, ainda podem chegar a um acordo com Donald Trump.

O Brasil está entre os países que mais devem ser afetados pela medida. Um terço do aço exportado do Brasil tem como destino o mercado dos EUA.

Em 2017, o aço vendido aos norte-americanos somou 4,8 milhões de toneladas e gerou uma receita de 2,63 bilhões de dólares (8,58 bilhões de reais), o que faz do Brasil o segundo maior fornecedor do produto para os Estados Unidos, atrás apenas do Canadá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *