Jovem acusado pela morte de Tiago fala com exclusividade ao Bom Dia Pará de Minas

Um bárbaro crime chocou Pará de Minas na semana passada. A morte do jovem Tiago revoltou a população e trouxe à tona a questão da segurança pública no município. A polícia conseguiu prender um dos suspeitos e, diante da rapidez das redes sociais, como o WhatsApp e Facebook outro nome de um jovem para-minense também chamou a atenção dos internautas.

Muitos compartilharam a foto do jovem Diego Felipe Rezende, o popular Bombom do bairro JK, como sendo um dos suspeitos do assassinato de Tiago. Mas, tudo não passou de um boato que trouxe inúmeros prejuízos à Diego que não participou do bárbaro crime e nem sequer possui passagens policiais. Nossa reportagem conseguiu falar com o jovem que, indignado, conta que vem sofrendo represálias e preconceito da população.

DSC02821

Yarla Martins, esposa de Diego Felipe, também conta que seu marido é muito trabalhador. Ela ressalta que as medidas judiciais já estão sendo tomadas contra às pessoas que divulgaram de má-fé a foto de seu marido como um assassino.

DSC02819

Daiane Cristina, prima de Diego, ressalta que quem compartilhou a foto do primo nas redes sociais é alguém que queria prejudicá-lo.

O crime de calúnia, da qual Diego Felipe foi vítima, pode render para o autor uma pena de detenção de seis meses a dois anos, mais multa. Diego também pode requerer indenização de danos morais e danos materiais contra todas as pessoas que compartilharam sua foto nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *