MP denuncia mãe e padrasto por estupro e tortura contra criança de 2 anos em Minas

A mãe e o padrasto de uma criança de 2 anos foram denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por estupro e tortura. O crime aconteceu em Visconde do Rio Branco, na Região da Zona da Mata. A suspeita começou depois que a vítima foi levada para o hospital com diversas lesões. A mãe teria dito aos médicos que ela tinha caído de bicicleta, o que não convenceu aos médicos. Os dois acusados estão presos preventivamente.

A criança foi levada para o hospital em 2 de fevereiro deste ano. A mãe informou aos médicos que a filha teria caído de bicicleta. Porém, na triagem, os profissionais de saúde notaram que havia incompatibilidade entre os relatos e as lesões. A vítima estava com várias fraturas pelo corpo. Por causa disso, a Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram acionados.

Durante os levantamentos do crime, os policiais identificaram indícios de que a criança teria sido violentada sexualmente. Além disso, foram constatadas lesões em todo o corpo dela. Inclusive as unhas foram arrancadas. Hoje, a vítima está sob os cuidados do Serviço de Acolhimento Familiar. Ela teve uma melhora física e mental e se encontra sob proteção, segundo o MPMG.

Ao analisar o caso, os promotores de Justiça Breno Costa da Silva Coelho e Carolina Queiroz de Carvalho, afirmaram que o caso teve grande repercussão da imprensa. Disseram, ainda, que vão entrar com outra ação para pedir a destituição de poder familiar da mãe da menina. O caso estão em segredo de Justiça.

De acordo com o MPMG, a soma das penas dos crimes, caso o casal seja condenado, pode chegar a mais de 100 anos de prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *