Parlamentar para-minense lamenta situação da saúde no Brasil

Diante de um cenário de crise econômica e de perda de postos de trabalho formais, um dos grandes desafios para o SUS – Sistema Único de Saúde nos próximos anos será o seu financiamento e a sua sustentabilidade.

Em 2016, quase 2 milhões de brasileiros perderam seus planos de saúde e passaram a utilizar a já abarrotada rede pública.

E há um temor adicional de que a Proposta de Emenda à Constituição, que limita o aumento dos gastos federais por até 20 anos, reduza ainda mais os recursos da saúde.

Com mais gente e menos recursos, estão previstas mais filas de espera para exames e consultas, mais superlotação nas emergências, mais escassez de recursos nas unidades de saúde, mais falta de leitos.

E nesta segunda-feira, a saúde pública esteve na pauta de discussões dos vereadores de Pará de Minas.

Usando a Tribuna Livre na última reunião do legislativo para-minense, o vereador Rodrigo Varela lamenta a situação da saúde no Brasil

Rodrigo-Varela-vereador.-e1478254915403

Fora a questão do financiamento, o SUS já sofre o impacto da mudança demográfica e, consequentemente, do aumento de doenças crônicas, que demandam mais gastos.

Em 20 anos, o número de idosos deve quase dobrar, passando dos atuais de 24,9 milhões para 48,9 milhões de habitante.A população com 80 anos ou mais aumentará em mais de 150%, para 8,8 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *