Priorizando a saúde pública, prefeito de Pará de Minas muda seu gabinete para o hospital

A diretoria e provedoria do Hospital Nossa Senhora da Conceição decidiu interromper os plantões médicos de urgência e emergência a partir do dia 6 de novembro, devido a crise financeira pela qual está passando a entidade, situação que agravou depois que a prefeitura decidiu não repassar mais a subvenção de 170 mil reais mensais ao hospital.

Com essa decisão, as portas da maternidade e do pronto socorro foram fechadas e os atendimentos de urgências e emergência estavam sendo transferidos para a UPA 24 Horas e para os hospitais das cidades de Itaúna, Ibirité e Esmeraldas, gerando transtorno e preocupação tanto dos pacientes, como também de seus familiares.

Preocupado com o sério problema, o prefeito Elias Diniz decretou na sexta-feira da semana passada uma intervenção nos Hospital Nossa Senhora da Conceição. Com isso, a prefeitura assumiu a responsabilidade do funcionamento da entidade e reabriu suas portas na mesma sexta-feira, às 19h, voltando com os atendimentos normais, aliviando assim a preocupação da população.

O secretário municipal de saúde, Paulo Duarte, nomeado pelo prefeito Elias Diniz como interventor no caso Hospital Nossa Senhora da Conceição, explica como foi o funcionamento da entidade neste último final de semana, depois que suas portas foram reabertas sob a responsabilidade da prefeitura na última sexta-feira.

Na manhã desta segunda-feira a reportagem do Bom Dia Pará de Minas conferiu de perto mais uma decisão de Elias Diniz. Priorizando a saúde pública de Pará de Minas, o prefeito mudou provisoriamente o seu gabinete para uma sala dentro do Hospital Nossa Senhora da Conceição, como o próprio gestor confirma.

Elias Diniz destaca também que seu gabinete vai ficar dentro do hospital até que tudo se resolva visando sempre um bom atendimento à população.

O prefeito Elias Diniz está fazendo todos os seus atendimentos em uma sala improvisada dentro do Hospital Nossa Senhora da Conceição, com o objetivo de solucionar todos os problemas e fazer com que o hospital funcione dentro das expectativas da população com atendimento digno e eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *