Suicídio é o principal assunto no Dia Nacional da Luta Antimanicomial em Pará de Minas

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi instituído após profissionais da saúde mental, cansados do tratamento desumano e cruel dado a usuários do sistema de saúde mental, organizarem o primeiro manifesto público a favor da extinção dos manicômios durante o II Congresso Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental realizado em 1987, na cidade de Bauru/SP. Naquela manifestação, nasceu o Movimento Antimanicomial.

Nesta quinta-feira, dia 18 de maio, comemora-se o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, mas a data foi lembrada nesta quarta-feira com uma capacitação que foi realizada na Câmara Municipal e contou com participação de palestrantes que abordaram temas polêmicos e temidos por todo ser humano como a morte e o suicídio, conforme explica a psicóloga Carla Gomes Ferreira, coordenadora da Saúde Mental em Pará de Minas.

Carla Gomes Ferreira - coordenadpra da saúde mental - Luta Antimanicomial.

Questionada se a causa que está levando pessoas ao suicídio está sendo apurada, a Coordenadora da Saúde Mental, Carla Gomes Ferreira tem a seguinte resposta.

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial é comemorado hoje, dia 18 de maio e em Pará de Minas sempre acontecia uma passeata no centro da cidade. Carla Gomes Ferreira, coordenadora municipal da saúde mental explica que este ano esta manifestação não vai acontecer.

Participaram da capacitação sobre o Dia Nacional da Luta Antimanicomial que abordou temas como a morte e o suicídio nesta quarta-feira na Câmara Municipal os profissionais que trabalham na educação, na saúde mental e primária em Pará de Minas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *